Alagoas reduz em 54% número de assaltos a ônibus na Capital

Por ASCOM às 19/01/2018 15:57

Trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar e intensificação das abordagens conseguiram reduzir os índices

Texto de Vanessa Siqueira

O modelo de trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar rendeu bons resultados em 2017. Um dos mais importantes foi a redução de assaltos a coletivos na capital. O número caiu de 1109 ataques registrados em 2016, para 506 no ano passado, uma redução de 54%.

 

A expressiva queda tem relação direta com as estratégias adotadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) para conter os assaltos e prender os infratores. Ao longo do ano, as Polícias Civil e Militar, representantes das empresas de ônibus, sindicato dos Rodoviários se reuniram todos os meses, para avaliar os resultados obtidos no mês anterior e também a situação da segurança no transporte público.

Reuniões mensais na SSP tem ampliado a parceria com empresas e rodoviários (Foto: Vanessa Siqueira)

Foram intensificadas as abordagens aos coletivos e a Polícia Civil atuou para identificar e prender os suspeitos de assalto conforme as informações compartilhadas. No mês de dezembro o Comando de Policiamento da Capital (CPC) determinou que todos os batalhões da PM na capital passariam a atuar nas abordagens. As medidas deram certo e o ano fechou com um percentual de redução de 54% em comparação ao anterior.

 

Ao longo ano, a Segurança Pública registrou 68 assaltos em janeiro, 69 em fevereiro, 46 em março, 40 em abril, 39 em maio, 24 em junho, 23 em julho, 32 no mês de agosto, 60 em setembro, 33 no mês de outubro, 52 ações em novembro e apenas 20 em dezembro. Os dados foram contabilizados pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC) da SSP.

 

Para o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, o resultado alcançado mostra o empenho das polícias e o êxito da integração adotada na Segurança Pública. Ele destacou ainda que Maceió conseguiu reduzir uma modalidade de crime que cresceu em várias capitais do país.

 

“Essa é uma modalidade que preocupa, pois atinge a parcela da sociedade que mais precisa do Estado. Chegamos a um grande resultado e nossa meta é reduzir ainda mais esses índices em 2018 realizando operações, abordagens e contando com a importante parceria das empresas e dos rodoviários”, disse.

Polícia Militar durante abordagens a coletivos (Foto: BPTran)

Maceió possui uma frota de 600 veículos que circulam diariamente pela capital transportando em torno de 320 mil pessoas, segundo dados do Sindicato dos Rodoviários de Alagoas (Sinttro).

 

Para o presidente da categoria, Sandro Reges, a parceria com a Segurança Pública foi positiva e proporcionou aos trabalhadores e usuários do transporte público mais segurança. Ele destacou também o empenho da Polícia Militar e a intensificação das abordagens diárias, o que foi fundamental para reduzir os assaltos.

 

“Os rodoviários têm sentido maior segurança no dia a dia de trabalho. Também é muito importante se reunir mensalmente com a Segurança Pública para passar informações e adotar medidas. Nós esperamos que em 2018 continue a haver redução e assim garantir que a sociedade se sinta segura para andar de ônibus”, afirmou.

Tony Melo, gerente do Sinturb Maceió (Foto: Cortesia)

Para o gerente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb), Tony Melo, é muito importante ver de perto um número tão significativo de redução. Ele agradeceu também a parceria da Polícia Militar e Batalhão de Trânsito, que vêm fazendo um trabalho ostensivo e muito preciso dentro e fora dos ônibus.

 

“Quem usa o coletivo hoje, se sente mais seguro. Esperamos que a parceria continue, o passageiro e trabalhador rodoviário só tem a ganhar. A nossa meta é que a redução seja ainda maior ano que vem por isso o foco é aumentar ainda mais o número de usuários do cartão bem legal e, consequentemente, diminuir a circulação de dinheiro dentro dos ônibus”, disse.

 

Quem utiliza o transporte público concorda com a afirmação de que houve redução de assaltos aos ônibus e que a polícia está mais presente realizando abordagens.

 

A comerciante Edna Teixeira recorre aos coletivos diariamente para se deslocar de casa para o trabalho e afirmou que sentiu uma mudança positiva com registro de menos assaltos e de mais polícia abordando os veículos. “É importante esse trabalho, pois dá mais segurança de sair de casa. Ver a polícia abordando os passageiros é importante também porque pode ser que haja alguém que queira assaltar dentro do ônibus e então conseguiria evitar”, afirmou.

 

Já a professora Danúbia Barbosa afirmou ser visível a redução de assaltos a ônibus na capital. Ela também utiliza o transporte público para ir ao trabalho e realizar outras atividades e também disse ser importante as ações da Polícia Militar. “De fato passa uma sensação de segurança quando vemos a polícia fazendo essas abordagens, mas foi visível a diminuição da violência nos coletivos de Maceió”, completou.

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Segurança Pública

R. Zadir Índio, 213
Centro, Maceió/ AL
57020-480

Copyright @2019
Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por TI/SSP AL