Operação Faixa Preta desarticula organização criminosa responsável por ataques a banco no Nordeste

Por ASCOM às 25/02/2019 14:38

Criminosos tentariam assaltar simultaneamente agências bancárias em Maceió e Arapiraca

 

Texto de Vanessa Siqueira

 

Uma ação integrada entre a Divisão Especial de Investigações e Capturas DEIC (Tigre, SAS, SERB, ATI), 2ª Seção da Polícia Militar e Batalhão de Trânsito (BPTran) conseguiu evitar dois ataques simultâneos a banco em Alagoas e prendeu integrantes de uma organização que vinha cometendo diversos crimes em vários estados do Nordeste.

 

Os detalhes da ação, realizada neste domingo (24), foram repassados à imprensa durante entrevista coletiva, realizada na manhã desta segunda-feira (25), na sede da Secretaria da Segurança Pública de Alagoas.

 

Segundo o delegado Fábio Costa, titular da Deic, o grupo preso em Alagoas era oriundo do Mato Grosso e era especializado em desativar sistemas de segurança de agências bancárias para cometer os assaltos. Eles pretendiam realizar duas ações simultâneas no Estado: assaltar a agência do Santander, localizada no bairro da Ponta Verde, e uma agência bancária em Arapiraca.

 

Apesar de terem sido capturados neste fim de semana, eles já tinham arrombado o Banco do Brasil no bairro do Tabuleiro em dezembro do ano passado.

 

O delegado Cayo Rodrigues, titular a Seção de Roubo a Banco (Serb), explicou que o bando vinha sendo monitorado desde dezembro, quando cometeram o primeiro crime.

 

“Começamos a investigação e vimos que eles eram bem organizados e possuíam especialistas. Uma pessoa era responsável por desativar sistemas de segurança de agências bancárias. Outros dois integrantes eram especialistas em arrombamento. O serviço de Inteligência detectou que eles iriam realizar as ações e aí montamos a operação para neutralizá-los”, explicou.

 

Everson Lara de Souza, de 27 anos, Jhonatan Souza dos Santos, de 25 anos, e Victor Amorim, conhecido como Boiadeiro, de 24 anos, foram presos em flagrante, com apoio do BPTran, ao tentarem efetuar a ação no Santander em Maceió.

 

Já Hugo Fernando Pereira Lima, Junior Pereira Macedo, Vanderson Caique Pereira da Luz, conhecido como G1, e um homem identificado até o momento como Jorlan, chegaram a arrombar uma agência dos Correios em Arapiraca e pretendiam assaltar um banco na cidade, mas foram localizados em uma chácara.

 

Eles estavam armados e ao perceberem a presença policial, abriram fogo. Houve resposta à agressão sofrida e os quatro foram alvejados. Eles ainda chegaram a ser levados ao hospital, mas morreram.

 

“É importante destacar que todos eles possuíam passagem pela polícia por crimes como roubo, furto e alguns deles respondem até por homicídio. Eles também portavam documentos falsos, justamente para tentar encobrir a ficha criminal, mas conseguimos identificá-los e neutralizar a ação deles em Alagoas”, frisou o delegado Cayo Rodrigues.

 

O delegado Thiago Prado, que acompanhou a operação em Arapiraca, relatou que na chácara onde parte do grupo estava, foram apreendidos diversos materiais utilizados por eles para cometer os crimes, além de três documentos falsos. Ele também destacou que o bando já cometeu ações na Bahia, Pernambuco, Pará e Mato Grosso. Os presos ficarão recolhidos no sistema prisional alagoano à disposição da Justiça.

 

O Secretário da Segurança Publica, Lima Júnior, parabenizou as equipes pela ação e destacou a importância da integração policial que conseguiu desarticular uma organização criminosamente que vinha cometendo crimes no Nordeste.

 

“Esta ação contribui para que o Estado siga reduzindo crimes e mantendo Alagoas cada vez mais segura”, completou.

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Segurança Pública

R. Zadir Índio, 213
Centro, Maceió/ AL
57020-480

Copyright @2019
Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por TI/SSP AL