Operação Servos prende 24 integrantes de organizações criminosas que atuavam em Alagoas

Por ASCOM às 20/08/2020 13:16

Presos na operação tinham vinculação direta com facção criminosa nacional e realizavam diversos delitos na capital e outras cidades

Texto de Vinícius Teodósio

A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP), em conjunto com as Polícias Civil e Militar, deflagrou na manhã de hoje (20), uma operação integrada batizada como “Servos”, com o objetivo de desarticular três organizações criminosas que vinham atuando na prática de tráfico de drogas, homicídios e outros delitos em Maceió, Rio Largo e Murici. Os detalhes da ação foram repassados à imprensa durante coletiva, realizada nesta quinta-feira (20), na sede da SSP.

A operação foi fruto de um grande trabalho de investigação que iniciou em fevereiro e contou com a Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), coordenada pelo delegado Gustavo Henrique, o Batalhão Radiopatrulha (BPRp), além da contribuição dos 2º, 4º e 8º batalhões da Polícia Militar.

Durante os trabalhos investigativos, ficou constatada a existência de três organizações criminosas vinculadas a uma conhecida facção criminosa de âmbito nacional, responsável por diversos crimes nos bairros do Benedito Bentes e Clima Bom, em Maceió, bem como nas cidades de Rio Largo e Murici.

Com base nas provas técnicas resultantes da investigação, a DEIC fez a representação e a 17ª Vara Criminal da Capital expediu 27 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão.

As organizações criminosas contavam ainda com a participação de dois membros que residiam atualmente no Rio de Janeiro e em Mato Grosso, responsáveis pelo envio de material ilícito para Alagoas.

Mobilizando 120 policiais civis e militares e deslocando cerca de 30 viaturas, 24 integrantes de organizações criminosas foram presos – um deles no estado do Mato Grosso – e dois menores de idade apreendidos durante a operação.

Ao longo da investigação e operação, cerca de 30kg de drogas foram apreendidas, além de sete armas de calibre 38 foram tiradas de circulação. Dois dos líderes dos núcleos da facção já se encontravam no sistema prisional e o terceiro foi preso em Rio Largo.

O titular da DEIC parabenizou os policiais civis e militares pelo sucesso da operação e destacou que em nenhuma das prisões houve resistência ou disparo de arma de fogo.

Para o Secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, a operação reforça e mostra o serviço de um trabalho empenhado na integração das forças e num setor de inteligência atuante no combate ao crime.

“Graças a forte integração das forças policiais e de um grande trabalho de investigação criminal conseguimos, mais uma vez, desarticular um grupo criminoso em Alagoas, transformando nosso estado em referência nacional no combate ao crime, sem estrelismo e sem vaidade.” acrescentou o secretário.

Participaram do cumprimento dos mandados policiais civis da DEIC, do Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (TIGRE) e Asfixia. Da Polícia Militar, participaram policiais da Radiopatrulha (BPRp), Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e Batalhão de Guardas (BPGd). O Grupamento Aéreo, da Secretaria da Segurança Pública, também participou da ação.

Todos os presos e materiais apreendidos foram levados para a sede da DEIC, no bairro da Santa Amélia, para a realização dos procedimentos legais cabíveis.

A população pode contribuir com o trabalho da Segurança Pública utilizando o Disque Denúncia. As denúncias podem ser enviadas por meio do aplicativo para smartphone ou podem ser feitas por meio do número 181. A ligação é gratuita e o sigilo garantido.

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Segurança Pública

R. Zadir Índio, 213
Centro, Maceió/ AL
57020-480

Copyright @2020
Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por TI/SSP AL