Segurança Pública alinha ações de prevenção à violência contra a pessoa idosa

Por ASCOM às 04/07/2019 08:41

Denúncias podem ser realizadas nas delegacias especializadas e por meio do 181 e Disque 100

Texto de Luciana Beder

Com o objetivo de fortalecer o atendimento especializado e melhorar a segurança dos idosos que são vítimas de violência, a Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio da Chefia de Articulação Política de Prevenção, se reuniu, nesta semana, com profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Comissão de Defesa da Pessoa Idosa e dos Conselhos Estadual e Municipal do Idoso.

Durante o encontro, foi discutido o fluxograma utilizado para o encaminhamento e controle das denúncias de maus tratos contra a pessoa idosa. Segundo o tenente Alex Acioli, da Chefia de Prevenção da SSP, esse fluxograma facilita o atendimento às demandas referentes à violência contra essa parcela da sociedade.

“Nós conversamos, no começo do ano, sobre como poderíamos canalizar as denúncias que chegam pelo Disque Denúncia 181 relacionadas a maus tratos contra idosos e assim separar as ocorrências que tiveram crime das que não houve para encaminhar às delegacias de referência ou ao Creas, conforme a necessidade. A ideia é fortalecer o fluxo de forma que consiga controlar as denúncias e a gente possa criar políticas de prevenção à violência dentro desse viés”, explicou.

Em Maceió, existem quatro delegacias designadas para atuarem em casos de violência contra a pessoa idosa e cinco Creas, que prestam atendimento multidisciplinar. São as delegacias do 4º, 5º, 6º e 8º Distrito de Polícia, localizadas nos bairros do Pinheiro, Salvador Lyra, Cruz das Almas e Benedito Bentes, respectivamente, e os Creas situados nos bairros do Benedito Bentes, Santa Lúcia, Poço, Jatiúca e Prado.

Ainda segundo o tenente, as Bases Comunitárias da Polícia Militar ajudam também na realização de visitas residenciais e verificação de denúncias. “Como nós temos base comunitária no Vergel, Jacintinho, Clima Bom, Benedito Bentes e Cidade Universitária, colocamos as denúncias que estão dentro desse contexto no rol de rotinas comunitárias e eles visitam as residências e automaticamente já verificam a denúncia”, disse Acioli.

Na reunião, os profissionais que trabalham com a proteção do idoso ressaltaram ainda a importância de ampliar a divulgação do 181 como estratégia para combater os casos de violência. A população pode denunciar ou buscar ajudar também nas delegacias especializadas ou por meio do Disque 100.

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Segurança Pública

R. Zadir Índio, 213
Centro, Maceió/ AL
57020-480

Copyright @2019
Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por TI/SSP AL