Denúncias de violência contra idosos no 181 aumentam 13% durante a pandemia em Alagoas

Por ASCOM às 23/07/2020 09:50

Segurança Pública tem realizado atendimento e conseguido resgatar idosos de condições precárias

Texto de Vanessa Siqueira

O ambiente familiar, que em tese é cercado de proteção e aconchego, por vezes esconde abusos e negligência com pessoas idosas. Entre os meses de março e junho, período em que as pessoas estão em isolamento social devido à pandemia do coronavírus (Covid-19), o Disque Denúncia, da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), recebeu 56 denúncias referentes a práticas de violência contra pessoas em idade avançada. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 13% em ocorrências desta natureza.

Segundo o levantamento, entre março e junho de 2019, o 181 recebeu 46 denúncias referentes a violência a idosos. Com relação aos dados deste ano, de janeiro até junho, já são 94 denúncias. A maioria delas versa sobre negligência e violência patrimonial.

As mulheres idosas são a maioria das vítimas, com um total de 66 denúncias, enquanto que homens idosos totalizaram 29 denúncias ao longo do semestre.

Outro detalhe que chamou a atenção é que os crimes denunciados ocorriam na própria residência da vítima e na maioria dos casos, ficou constatado que o agressor tratava-se do filho, que geralmente é usuário de drogas e extorquia a vítima para a compra de entorpecentes. Os bairros do Vergel, Jacintinho e Clima Bom, em Maceió, concentram a maioria das denúncias recebidas no período.

O tenente PM, Alex Acioli, da Chefia de Articulação Política e Prevenção, da SSP, explica que uma grande preocupação é manter os atendimentos mesmo durante a pandemia, já que o isolamento social pode contribuir para que agressões e outras práticas contra a pessoa idosa possam acontecer e acabem passando despercebidas.

O setor da SSP tem sido fundamental para receber as denúncias e ser a ponte com as Bases Comunitárias da Polícia Militar ou o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), para atender a demanda, seguindo assim o fluxograma de trabalho.

Em uma das ações recentes, realizada no dia 19 de junho, um idoso de 78 anos, foi resgatado de uma residência, no bairro do Benedito Bentes, em situação de abandono. A vítima apresentava quadro de desnutrição, feridas e necrose nos dedos da mão.

Nesta quarta-feira (22), atendendo ao pedido do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos do Ministério Público do Estado de Alagoas, a Chefia de Prevenção articulou a condução de uma idosa de 85 anos, que residia no bairro da Ponta Grossa, para o Lar São Francisco de Assis, na Serraria. Na ocasião, ela também realizou o teste para o Covid-19.

“Cuidar, ajudar e proteger os grupos vulneráveis, em especial a pessoa idosa, é um princípio da Filosofia de Polícia Comunitária. Devemos tratar o idoso como nós gostaríamos de sermos tratados. É obrigação de todos os respeitar, por isso, a Segurança Pública, através da integração entre as Bases Comunitárias da PM e os CREAS em Maceió, vem se esforçando para preservar a história dos grandes heróis das famílias, que são os nossos idosos. Assim, é necessário o engajamento de todos na causa da pessoa idosa, faça a sua parte, pois estamos fazendo a nossa”, completou o oficial.

Além de importante ferramenta na elucidação de crimes, o Disque-Denúncia 181 também pode auxiliar aquelas pessoas que tenham informações sobre pessoas idosas que estão em situação de abandono, sofrendo violência, extorsão ou outro tipo de abuso. A ligação para o número é gratuita e o nome do denunciante é mantido em sigilo. Há ainda a possibilidade de utilizar o aplicativo, que está disponível para download na Play Store.

Estado de Alagoas
Secretaria de Estado da Segurança Pública

R. Zadir Índio, 213
Centro, Maceió/ AL
57020-480

Copyright @2020
Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por TI/SSP AL